terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Carga fiscal

Apesar de todas as promessas e de toda a propaganda, a carga fiscal aumentou ao longo dos últimos 4 anos, sendo bem o espelho do fracasso da política económica do actual Governo.
in psd.pt

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Prezad@ Companheir@


Chegou o Natal e a viragem do Ano está próxima!
Trabalhamos e tentamos, já há 6 meses, oferecer à juventude uma voz activa, uma rebeldia responsável perante o desconforto vivenciado na nossa querida cidade e a nível nacional.
É Tempo de mudar! Mas mudar a sério! Chega de palavras ilusórias! Acções ameaçadoras!
A mudança é possível! Poderá e só pode ser concretizada com a Sua Ajuda. É com a Sua Vontade e com o Seu Querer que nós jovens crescemos e nos formamos para um dia, como pretendemos, termos algo para vos dar, dar à sociedade. Por isso, acreditem! Por isso, confiem! Está na hora de mudar.
Sabemos que vivemos num tempo de enormes dificuldades económicas e sociais. Avizinham-se tempos difíceis. Só com a Sua luta e com o Seu contributo poderemos levar por diante a nossa, vossa Missão.
Nesta Época de Natal, um tempo de reflexão, peço-vos que ajudem os nossos jovens Sonhar. Peço-vos que ajudem a criarem Confiança nos nossos jovens. Peço-vos a mudança e a confiança para quem quer trabalhar, inovar, formar, empreender, criar e mostrar que somos gentes com uma capacidade e potencialidade enormes. Queremos e devemos oferecer às nossas crianças, jovens, adultos e seniores uma vida mais justa e com mais harmonia.
Ajudem-nos a Construir Futuros.
Desejo-vos um Feliz e Santo Natal! E um Novo Ano recheado de coisas boas!
Daniel Lucas,
Presidente da CPS/JSD Guarda

domingo, 21 de dezembro de 2008

Despesa pública total

Apesar de todas as promessas e de toda a propaganda, a despesa pública total aumentou ao longo dos últimos 4 anos, sendo bem o espelho do fracasso da política económica do actual Governo.
in psd.pt

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

JSD quer exclusão de deputados com mais de duas faltas injustificadas

O presidente da JSD, Pedro Rodrigues, vai propor que os deputados sociais-democratas com mais de duas faltas injustificadas por ano ou mais de oito na legislatura seja excluídos das listas às legislativas de 2009.
Em declarações à agência Lusa, Pedro Rodrigues anunciou que iria fazer esta proposta esta terça-feira nas reuniões da Comissão Política do PSD e do Conselho Nacional do PSD, órgãos em que tem assento por inerência.
O presidente da JSD adiantou que vai também propor que o Regimento da Assembleia da República seja alterado para que os motivos concretos das faltas dos deputados justificadas com trabalho político passem a ser públicos, em nome da transparência.
«O PSD tem de ajudar a credibilizar a actividade política e os actores políticos. É preciso uma estratégia para aproximar os jovens da política», defendeu Pedro Rodrigues, sublinhando que o que está na origem das suas propostas não são as ausências de 30 deputados do PSD verificadas nas votações de 5 de Dezembro.
«674 faltas injustificadas»
«O que está em causa não é o episódio, não é esse episódio que vale. O que vale é a recorrência: Em três anos e oito meses houve 674 faltas injustificadas de todos os grupos parlamentares. Não é um problema do PSD, é do sistema parlamentar em geral», advogou, considerando que «é preciso credibilizar o sistema parlamentar».
Segundo Pedro Rodrigues, actualmente «os infractores ensombram a credibilidade dos que são cumpridores, que são imensos, que são a maioria» e a possibilidade para os deputados faltarem quatro vezes por sessão legislativa injustificadamente «é um exagero».
«Nós propomos que todos os deputados que tenham faltado mais do que duas vezes injustificadamente por sessão, por ano parlamentar, ou então mais do que oito vezes no total legislatura não possam fazer parte das listas do partido. É uma norma interna, um princípio que a direcção nacional deveria adoptar», disse.
«Propomos também que os grupos parlamentares expliquem o que são as faltas justificadas por serviço partidário. Os cidadãos não sabem o que é que o deputado de facto esteve a fazer quando aparece que esteve em trabalho político. Isso deve ser transparente», acrescentou o presidente da JSD.

in diario.iol.pt

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

CPD/JSD GUARDA

Realiza-se a 09 de Janeiro o Conselho Distrital da JSD Guarda , em Seia, pelas 22horas, com os seguintes pontos de ordem de trabalhos:


Definição do calendário eleitoral dos órgãos distritais e marcação do Conselho Distrital Eleitoral da JSD/Guarda e eleição do representante do Distrito ao Conselho de Jurisdição de Primeira Instância.

Destaque para o calendario eleitoral a ser defenido.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

domingo, 7 de dezembro de 2008

Politiqueiros a fazer politiquice!

Não pretendo fazer ataques de consciência a ninguém, mas sinto-me apavorado com tanta politiquice que brotou na JSD nas semanas que antecederam o Congresso Nacional. Claro! É normal discutir nomes, lugares….sim! E as ideias? E os Projectos? E quando por cá se falou em mudança….bem! As mudanças são eficazes porque pretendem regenerar e, sem sentenciar as opções anteriores, são sinónimo de expectativa e renovação. Corrigir trajectórias não é refazer trilhos, mas reanalisar o mapa. Por isso, quando se ouvem os politiqueiros do maldizer “atirar a tudo o que mexe”, raramente se entende o que fariam se tivessem sido eles a decidir. Nunca aceitam a mudança Ah! A alternativa provavelmente será a AMIZADE. A amizade é sempre mais importante que a paixão, e quando se trata de politiquice, há que fazer justiça a quem me apoia ou apoiou (circulo de afectos)! A politiquice (circulo de afectos) não fabrica futuro, nem abre caminhos novos, antes cria atalhos, becos sem saída, onde tudo parece ficar encurralado. Nada se resolve, enquanto as pessoas não se aperceberem que na política os projectos e ideias é que são fundamentais em detrimento das amizades e da ânsia do protagonismo, criam a ilusão de um caminho possível…e esbarram teimosamente em todos aqueles que pretendem melhorar/mudar/trabalhar!
A politiquice, das últimas semanas, não constrói um pensamento estruturado, não revela valores, princípios estruturantes, só alimenta comentários, conversas de café, um diz que diz que congrega descontentes e, sobretudo, faz coro com as lamentações dos que choram a possível perda de privilégios e protagonismo!
A verdadeira política faz-se de análises objectivas e de reflexões sensatas, pondera todos os factores, tem em conta a história e os actores que a vão construindo. A política que transforma e responde às necessidades mas sendo crítica não destrói o passado, antes sabe analisá-lo para melhor definir estratégias; contextualizando, procura linhas de força e reconhece pontos fracos! Quem faz da sua actuação política uma forma de politiquice apenas quer derrubar um outro ou “eles”, porque não são do mesmo circulo de afectos, não fazem parte do nosso grupo, moram no bairro vizinho.
Na política verdadeira o discurso tem outro nível, acolhe todas as opiniões válidas e analisa os contraditórios; alimenta-se de valores e constrói pensamentos estruturantes. Os verdadeiros políticos são capazes de admitir os erros cometidos e as orientações menos ajustadas; vivem permanentemente inquietos, em busca de explicações e de razões, e cultivam a arte da reflexão que fundamenta as escolhas mais acertadas.
Politiquices à parte, é preciso discernir a verdadeira política e os políticos de verdade, aqueles que estruturam e consolidam o futuro e não se alimentam das aparências do presente.
Avizinham-se três combates difíceis em 2009! Deixem de ser politiqueiros e pensem mais no Distrito, vamos todos comungar dos IDEAIS da JUVENTUDE e da SOCIAL DEMOCRACIA e lutar por melhores Ideias e Projectos! Não se deixem atropelar pela politiquice.
Todos juntos vamos dar cor à nossa terra!


Bruno Pina,

Vice-Presidente da CPS/JSD Guarda.

sábado, 6 de dezembro de 2008

hi5 @ JSD secção GUARDA

Mudamos a nossa presença no hi5!

Visitem: http://jsdguarda.hi5.com -Participem

P.S.(D): Estamos desde 2006 aqui.

1ª Campanha de Solidariedade Laranja

A Comissão Política de Secção da JSD da Guarda está a realizar, até 23 de Dezembro, a 1ª Campanha de Solidariedade Laranja, que reverte a favor do Refúgio Ana Luísa, da responsabilidade da Fundação José Carlos Godinho Ferreira de Almeida.
A JSD convida toda a comunidade a participar na entrega de donativos (roupas, brinquedos, alimentos, alimentos, etc...) para crianças até 12 anos.
Os interessados podem fazer a entrega da sua oferta na sede do PSD, na Rua Marquês de Pombal, nos dias úteis das 10:00 às 18:00.

Car@ companheir@ ANÓNIMO(S)

A Secção da Guarda não tem por hábito responder a pessoas que não se identificam por cobardia e enviam qualquer tipo de comentários sem essência.
Alguns fazem-no, possivelmente, por inveja e outros por falta de capacidade de trabalho. Dizem muito ou falam muito... falam, falam e nada fazem, isso sim é o que sabem fazer ou seja NADA! Sempre é mais fácil de falar do que trabalhar! Que por sinal é o que temos visto nestes últimos anos aqui tão perto de nós!
Retrógradas politicas de acção que levam ao descrédito da vida partidária e a parca ou nula integração de novos jovens na política activa.
Aceitamos sim, ideias e projectos de individualidades ou grupos que se preocupem com a essência da política: o Ser Humano. As pessoas estão acima de qualquer cor, clube ou partido etc.
Porém, houve um post anónimo que é digno de resposta construtiva.

Car@ companheir@ anónim@ ao contrário do que diz, no comentário do “XX Congresso JSD”, noticiamos, no SITE, e congratulamo-nos com a Presidência do Conselho de Jurisdição Nacional da JSD do nosso companheiro Tiago Gonçalves, que muito estimamos e prezamos, mesmo por não termos sido informados que já pertencia à Secção da Guarda, processo que foi efectuado no último mês sem o nosso conhecimento, e consideramos, de certa forma, desonestidade com a Secção da Guarda, visto que pertencia a Coimbra até então.
Em relação ao não termos feito grande “alarido” com a sua eleição é o facto de não ser nossa política, JSD da Secção da Guarda, protagonizarmos ou projectarmos benesses pessoais ou lugar pessoais. Não queremos isso aqui! Não nos preocupamos com lugares ou benefícios pessoais. Nós aqui somos um todo. Assim queremos continuar. Estamos aqui para trabalhar em prol da população local (DISTRITO).
Para esclarecer mais alguma dúvida sabem como fazer!
Abraços laranjas,

Daniel Lucas,
Presidente CPS/JSD Guarda

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Sá Carneiro

Há 28 anos faleceu Francisco Sá Carneiro, elemento do trio fundador do PPD/PSD.Faleceu um homem de princípios, convicções de que todos na família social-democrata somos herdeiros.Predestinado para a liderança, multifacetado, Sá Carneiro merece sem dúvida ficar na nossa memória. Mas, acima de tudo, devemos honrá-lo e respeitá-lo. Nesse sentido, importa reflectir sobre a política que é feita no nosso partido. Importa reflectir se ainda preconizamos a convicção em vez da conveniência e se o que nos move ainda é o mesmo. Num partido cheio de ismos, facçõoes e divisões absurdas, é necessário alertar para que se pratique sim, o Sá Carneirismo. Para que nos lembremos da essência do PSD e nos unamos por ele, por Sá Carneiro, por Portugal.Mais do que reiterada, é, a afirmação de 2009 ser um ano de muita luta e combate político. Vai ser difícil. Mais difícil ainda se concentrarmos as nosass forças em guerrilhas e não num projecto político alternativo para o nosso país.Asssim, caros amigos, este é um dia de lembrar o nosso fundador mas, também um dia de reflexão sobre o caminho que queremos traçar, sobre o futuro e, se queremos ou não, ganhar 2009.
Cumprimentos,
Carolina Ferreira
Vogal CPS/JSD Guarda

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O XX Congresso JSD

Os Delegados Rui Badana e Daniel Lucas com a Observadora Carolina ao centro
(JSD secção GUARDA on tour)

A Nossa Vez....



Parabéns Pedro pela Vitória, não estavamos contigo no congresso mas queremos trabalhar contigo e com a tua equipa.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Missa por alma de Francisco Sá Carneiro

Cumprindo-se no próximo dia 4 de Dezembro 28 anos sobre a tragédia de Camarate, será celebrada uma missa na Capela de S. Pedro, na Guarda, por alma de Francisco Sá Carneiro e dos seus acompanhantes.

A Comissão Política Distrital do PSD convida-o(a) a participar na cerimónia, na próxima 5.ª feira, às 18H30 horas, homenageando assim a memória do nosso fundador e de todos quantos com ele morreram em Camarate.

domingo, 30 de novembro de 2008

Pedro Rodrigues ganha XX Congresso

Resultados Nacionais:
CPN:
Pedro Rodrigues - 308
Bruno Ventura = 245
(63 de diferença)

MESA:
Daniel Fangueiro - 321
Vânia Neto - 231
(31 de diferença)

JURISDIÇÃO:
Tiago Gonçalves = 310 (4)
Pedro Figueiredo = 240 (3)

CONSELHO NACIONAL
Lista A = 308 (31)
Lista B = 239 (24)


Brevemente mais fotos e noticias do congresso.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Igualdade de Género em Portugal!!!

A verificação das diferenças individuais é, talvez, tão antiga como a própria humanidade e esteve no alicerce da constituição da existência social. Entre elas ressaem as dissemelhanças entre homens e mulheres, instante de partida para a divisão do trabalho e explicação para a socialização diferencial do homem e da mulher O género está associado, dependendo dos povos e até das regiões do mundo, a noções socialmente construídas de masculinidade e feminilidade.
As pressões oriundas dos diversos agentes socializadores como os pais, os colegas, os meios de comunicação social e outros indivíduos significativos são um apoio para a aprendizagem dos papéis de género.
O processo de socialização tem início ao nascermos, cuja forma de nos vestirmos, jogos e brincadeiras, e todos os mecanismos linguísticos dispostos a diferenciar meninos de meninas, como nome próprio, substantivos, adjectivos, artigos, pronomes entre outro, remeter-se-ão ao género a que pertencemos. O indivíduo agrega em si mesmo determinados papéis de género, isto é, a medida em que determinado indivíduo se mostra em consonância com os papéis de género que lhe são socialmente prescritos, em virtude de ter nascido homem ou mulher, é o que se designa por «tipificação de género»
O género é um factor crítico na estruturação dos tipos de oportunidade e das hipóteses de vida que os indivíduos e os grupos enfrentam, influenciando fortemente os papéis que desempenham nas instituições sociais, das famílias ao Estado
Portugal não foge a esta realidade! País de brandos costumes, também no mapa político e económico português as mulheres, têm um papel puramente marginal. No actual Governo socialista, em 53 cargos de responsabilidade (ministérios, secretarias de estado e direcções-gerais), há apenas 6 mulheres, segundo os dados do Serviço Eleitoral para o Projecto Cidadania e Participativa. Recordo que foi o executivo de José Sócrates que aprovou a lei da Paridade e estabeleceu que nas listas de candidatos às legislativas, europeias e autárquicas, todos os partidos, devem ter no mínimo 33 por cento de mulheres, algo que aliás não é cumprindo.
Pormenores:
A exclusão das mulheres da liderança de empresas é um problema em toda a Europa…só ocupam 32 por cento dos cargos dirigentes embora haja mais mulheres licenciadas do que homens, elas estão em minoria entre os docentes do Ensino Superior (42 por cento em Portugal).

O caminho é árduo …mas Portugal é cheio de paradoxos e não se pode esquecer que uma portuguesa foi uma das primeiras mulheres a votar, na Europa.

Bruno Pina,
Vice-Presidente da CPS/JSD Guarda

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Começam hoje quatro dias de manifestações contra a avaliação

A partir de hoje e até sexta-feira, os professores voltam a sair às ruas, em protesto conta o modelo de avaliação de desempenho, em mais uma acção de contestação promovida pela plataforma sindical de docentes.

Para cada dia desta semana estão marcadas concentrações em capitais de distrito, a partir do final da tarde. Hoje, é a vez do Norte, com protestos em Braga, Bragança, Porto, Vila Real e Viana do Castelo. Segue-se o Centro, Grande Lisboa e Sul.

Para 3 de Dezembro está marcada uma greve nacional, sem que haja grandes perspectivas de que venha a ser desconvocada. Apesar das alterações ao modelo aceites pelo Ministério da Educação para este ano, os sindicatos dizem que só a suspensão poderá fazer desmobilizar os protestos.

Ministra e sindicatos têm encontro marcado para sexta--feira, reunião em que a tutela irá concretizar as medidas anunciadas na semana passada, no final de um Conselho de Ministros extraordinário.

As estruturas sindicais vão voltar a exigir a suspensão e entregar a sua proposta de solução transitória para este ano lectivo. Sem adiantar os contornos do documento, os dirigentes sindicais apenas têm adiantado que se trata de um modelo simplificado, diferenciador dos professores, mas sem quotas.

in jsd.pt

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Guarda de Memória ou de Utopia?!

"Guarda: rádio memória" um déjá vu… por momentos pensei que estivesse a assistir à grandiosa obra “Guarda: Paixão e Utopia”. Quem viu a Obra de Arte (2006) fica desiludida com esta última peça (opinião pessoal). Evidentemente que tem o seu engenho (esquecendo as grandes falhas técnicas). Verificamos a capacidade de mobilização das Colectividades; Verificamos a unidade que se criou nas e entre as Colectividades e Associações (nada que outros não conseguissem); Vê-se, uma vez mais, a genialidade do Animador Cultural, que tanto admiro e reconheço (dentro das minhas limitações artísticas), mas que também aqui se limitou a fazer um habitue do passado recente… enfim… nada de novo… bem… mais constrangido na crítica local (eleições à porta?!) e a obsessão contra a Igreja Católica!
Porém dá para reflectir o que todos já sabem. A falta de projectos para a cidade e concelho; o parco desenvolvimento nas várias frentes: desportivo, comercial, industrial, serviços… etc.. etc; a fixação ditatorial do partido socialista, uma juventude pálida e sem sonhos, entre outros… Necessitamos de outro (?!) Alberto Dinis da Fonseca para sonhar e criar?! Talvez! Porém carecemos de gente capaz de concretizar e que ame a Guarda (não são com estes… já lá vão muitos anos.)
Deixo uma reflexão/desejo de uma amiga (que não é da Guarda, mas sente a Guarda). “Que a Guarda seja Farta de gente com atitude e objectivos, Forte na luta contra as adversidades, Fria apenas na temperatura, Fiel à comunidade e Formosa não só na arquitectura e estruturas físicas. Se me fosse possível, acrescentaria mais um F à nossa cidade: Feliz!”
Para finalizar, em tom de oração, peço ao Anjo da Guarda, que é da Guarda, que nos salve e nos ajude.
P.S :) que lhes perdoe também!!!

Daniel Lucas,
Presidente da JSD Secção da Guarda

Guarda é um dos distritos que mais suspendeu avaliação de professores

Pelo menos dez escolas do Distrito da Guarda já suspenderam o processo de avaliação, isto segundo dados divulgados pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof). A Guarda, a par dos distritos de Lisboa, Coimbra e Setúbal, será mesmo dos que registam mais escolas que determinaram a suspensão do processo. Ao todo, e segundo a Fenprof, pelo menos 124 escolas de todo o País já haviam suspendido no início da semana o processo de avaliação dos docentes e tomaram posição sobre o assunto.No Distrito, até ao passado dia 17 de Novembro já tinham procedido à suspensão da aplicação do modelo de avaliação do desempenho em vigor, por decisão dos seus órgãos ou por decisão dos docentes, os agrupamentos de escolas de Pinhel, S. Miguel, Santa Clara, Sequeira, Gouveia, Almeida, Tourais-Paranhos, Seia, Loriga e Manteigas.Foi em conferência de imprensa, na passada sexta-feira, que o secretário-geral da Federação, Mário Nogueira, divulgou o número de escolas que têm o processo suspenso e apelou para que os professores façam do modelo de avaliação de desempenho «a pedra de toque da sua contestação». O sindicato desafiou ainda a Ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, para um debate público, «considerando que essa será a única forma de esclarecer os professores e a sociedade sobre o diferendo».Mário Nogueira acrescentou também que estava marcada para segunda-feira uma reunião da Plataforma Sindical dos Professores para decidir a realização de uma greve «ainda no primeiro período lectivo». E, com efeito, estão já marcadas várias concentrações/manifestações para o dia 26 de Novembro, quarta-feira. Na Guarda a jornada de luta decorrerá em frente do Governo Civil, a partir das 18 horas.Das 124 escolas que decidiram suspender o processo de avaliação, 48 pertencem à Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), 33 à DREN (norte), 30 à Grande Lisboa (DREL) e 13 à Direcção Regional do Sul. Em termos de distritos, e segundo os dados divulgados pela Fenprof, a zona mais representativa é Lisboa, com 16 escolas, seguida de Coimbra (12), Setúbal (10) e Guarda (11). No total, segundo o dirigente sindical, «o processo foi suspenso por mais de 12 mil professores», havendo «outros milhares que se recusaram a apresentar os objectivos de avaliação».

in portaldaestrela.com

sábado, 22 de novembro de 2008

Reunião da CPS/JSD Guarda

Realizou-se hoje, no dia 22 de Novembro de 2008, pelas 16h30, na Sede Concelhia da JSD Guarda, uma reunião da CPS/JSD.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Sócrates entregou Magalhães só para a fotografia

José Sócrates esteve na Escola do Freixo, em Ponte de Lima, a entregar computadores aos alunos do 1.º ciclo. Mas, depois de o primeiro-ministro ir embora, as crianças tiveram de devolver os Magalhães

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O PSD/Guarda vai organizar o quinto fórum temático com o tema “Assuntos Sociais: Saúde e Acção Social” a ser levado a efeito no próximo dia 24 de Novembro, pelas 21H00, no Hotel Vanguarda, sendo o painel constituído por várias personalidades.


A Comissão Política Distrital do PSD da Guarda

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Por uma Juventude solidária!

Dia 28, 29 e 30 de Novembro de 2008, em Penafiel, vai realizar-se o XX Congresso da JSD.
Como todos sabemos estamos a viver e a sentir de perto uma época complicada, fruto dos sucessivos governos socialistas que criaram e continuam a criar uma dicotomia social e económica entre as populações.
A JSD Nacional vem assim mobilizar toda a família laranja a participar com uma recolha de alimentos.
A Secção da Guarda não quer fugir à regra! Vimos assim, solicitar à nossa família laranja e a todos os interessados mais um desafio: ser solidários por uma causa, neste caso por uma grande causa que é ajudar com um pequeno contributo aqueles que mais necessitam. Será pouco para quem dá, mas muito para quem recebe.
No Cartaz explicamos como podes ajudar.

Por uma Juventude solidária!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Apoio ao Candidato…

Temos vindo a assistir a alguns momentos de tenção na escolha dos nossos candidatos a nível nacional.
Bruno Ventura ou Pedro Rodrigues, eis a questão?!
Ambos têm desenvolvido um trabalho credível e visível a todos nós (em diferentes espaços e com formas de trabalhar diferentes)!
Sabemos que qualquer um deles é digno e capaz de comandar, liderar, dar respostas às necessidades dos jovens. Contudo, sabemos que ambos necessitam de todas as Secções para poderem chegar ao topo! SOZINHOS NADA CONSEGUEM! (só a nível pessoal). Para a Secção da Guarda este tipo de jogos passam-nos ao lado!
A Secção da Guarda vê esta campanha nacional da JSD, em quase todos os momentos, como saudável. Verificamos, finalmente, que os JOTAS estão vivos! Estão Ai, Estão Aqui, Estamos Todos Aqui!
Independentemente do futuro líder acreditamos que qualquer um deles se preocupa com os jovens e com todo o ser humano.
O mais importante é deixar, depois do dia 30 de Novembro os ressentimentos e raivas e lutar em uníssono contra esta onda rosa (nada contra a cor) que se agarrou ao poder de uma maneira maquiavélica e manipuladora que deixa as populações intimidadas e sofríveis, sem capacidades de saberem como contornar situações deveras atormentadoras. Aqui no nosso Distrito, nomeadamente no Concelho da Guarda, assistimos a esse tormento!
Acreditem meus amigos a Secção da Guarda está viva e pronta para a luta! Estaremos então disponíveis para trabalhar com quem queira trabalhar, disponíveis com quem ama de verdade o pais, o distrito, as cidades e aldeias do nosso interior. Sempre abertos à integração de novas gentes e culturas que tanto precisamos para dar cor à nossa terra! Lema da JSD da Guarda! Queremos evidentemente um país, uma cidade integrada na Comunidade Europeia pronta a dar respostas e a receber respostas!
Posto isso, depois de uma análise profunda sobre este XX Congresso, a JSD Guarda apostou na Mudança! Poderíamos dizer o porquê desta Mudança, mas talvez fosse desperdiçar tempo a enumerar esses porquês! Porém, afirmamos que a mudança por si só é boa! A mudança é boa quando tudo está estagnado, a mudança é boa quando não se inventam novas ideias de fazer política; a mudança é boa quando não se ataca a JS da falta de responsabilidade; a mudança é boa quando não se criam ondas vivas dos e pelos jovens, a mudança é boa…!
Não devemos ter medo de mudar. Não devemos ter medo de arriscar! Não devemos ter medo de dar lugar a outras pessoas!
O mais importante no final é combater em linha! Lutar sem desvios! Enfrentar o ridículo e o despotismo que querem implementara a nós jovens! Para
isso é preciso gritar numa só voz Mudar para criar, para inovar, para um futuro melhor.
A Secção da Guarda APOIA BRUNO VENTURA! Um novo rosto, uma nova maneira de pensar, uma nova maneira de sentir, uma nova cultura politica para trazer mais, melhores militantes e jovens preocupados que querem contribuir para uma sociedade melhor.
Abraços Laranjas

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Juventude Responsável

Por uma Juventude solidária!

O próximo congresso da JSD vai ser diferente pois será marcado por várias novidades , uma delas é este programa de solidariedade social que agora te apresentamos. Nos próximos dias 28, 29 e 30 de Novembro vamos juntar à nossa actividade política 3 acções solidárias:
1. Ser dador de Medula Óssea (tarde de Sábado dia 29)
Vamos Dar! Na verdadeira acepção da palavra vamos dar um pouco do que é nosso para poder ajudar! Vamos dar algumas gotas de sangue para o banco de dadores de medula óssea do Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão. Todos os anos surgem em Portugal entre 100 a 200 doentes de leucemia, numa taxa de prevalência de 1-2 por cada cem mil pessoas. Trata-se de uma doença oncológica que não escolhe idades, afectando adultos e crianças. Muitas vezes a única esperança de vida é a transplantação de medula óssea com um dador compatível. Com a colaboração de enfermeiros da JSD e do Centro de Histocompatibilidade do Norte faremos colheitas de amostras de sangue para inscrição de dadores voluntários de medula óssea. Dar não dói nada! Se tiveres formação nesta área (enfermeiro, médico, técnico de análises clínicas, etc) e puderes colaborar no processo de recolha avisa-nos para o email juventuderesponsavel@jsd.pt

2. Recolha de Alimentos (entrega no local de credenciação ao longo do fim de semana)
Numa altura de enormes necessidades sociais, quando é preciso mobilizar o país para acções de solidariedade, quando toda a ajuda é ínfima, a JSD vai realizar uma recolha de alimentos durante o congresso. Pretende-se que cada congressista/participante traga 2 kg ou mais de alimentos. Artigos como grão, arroz, massa, leite, feijão, enlatados são bem vindos. Queremos marcar este congresso pelo sucesso das campanhas. Com o apoio da Rede Europeia de Luta Contra a Pobreza, que estará representada no Congresso iremos apoiar pelo menos 14 instituições que já nos contactaram! Recolher os alimentos e fazer chegar a quem necessita é objectivo da JSD!Vejam estes dois videos http://8objectivos8agencias.blogs.sapo.pt/

3. Exposição de Carácter Social de ONG´s e IPSS´s (Sábado dia 29)
Durante o fim se semana do congresso irá acontecer no pavilhão de Penafiel uma mostra solidária, com instituições a exporem os seus projectos em diversas áreas sociais. Teremos ONG´s e IPSS´s que actuam nas áreas do ambiente, do apoio social, nomeadamente a crianças e jovens desfavorecidos, do apoio e cooperação na ajuda humanitária, a partilharem experiências com os jovens sociais democratas. É nossa aspiração que esta mostra sirva de incentivo a todos, tanto na participação activa em instituições como estas, como na fundação de outras semelhantes. Queremos jotas empreendedores em ajudar! Contamos com a tua dedicação e participação nestes três eventos. Com um simples gesto podemos SALVAR UMA VIDA ou colher um sorriso!!!! Não custa nada, não dói nada e está ao alcance de cada um de nós.

Se de alguma forma quiseres colaborar como voluntário na organização deste programa envia-nos um e-mail para juventuderesponsavel@jsd.pt
in jsd.pt

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Candidatos à CPN/JSD visitam a Guarda

A secção da JSD Guarda vem por este meio agradecer a visita dos dois candidatos à CPN/JSD.

sábado, 8 de novembro de 2008

Reunião da CPS/JSD Guarda

Realizou-se hoje, no dia 08 de Novembro de 2008, pelas 15h00, na Sede Concelhia da JSD Guarda, uma reunião da CPS/JSD.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Universidade Europa - PROGRAMA

No próximo dia 14, 15 e 16 de Novembro, realizar-se-à a 2ºedição da Universidade da Europa, na Curia.
A Universidade da Europa, promovida conjuntamente pelo PSD, a JSD, o Instituto Sá Carneiro e o PPE é um evento que conta com a presença de mais de 100 jovens, de elevado potencial e um naipe de formadores e oradores de grande qualidade, que durante 3 dias, vivem uma jornada de estudos intensivos sobre assuntos relacionados com a Europa e o Mundo.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Os problemas do Interior e da Ruralidade - Moção

Os problemas do Interior e da Ruralidade devem assumir uma cada vez maior importância no discurso político.
Os ditos “partidos de poder” pouco têm tido a dizer sobre estas questões. Cabe por isso também a nós jovens colocar estes assuntos na agenda política nacional.
Aproveitando a realização do XX Congresso da Juventude Social Democrata tomei a decisão de apresentar uma Proposta Política Sectorial subordinada a estes temas, que podes consultar aqui.
Trata-se tão só de um contributo que, mais que tudo pretende ser um incentivo à reflexão. Deve também ser encarado como um estímulo ao combate à atitude conformista dos agentes políticos do Interior estimulando-os para uma luta que NÃO está irremediavelmente perdida.

No nosso SITE podes ver por completo a Proposta Política Sectorial do nosso companheiro Tiago Gonçalves ao XX Congresso da JSD, sobre o tema: Interioridade e Ruralidade: Estratégia de Futuro. A NÃO PERDER!


VAMOS DAR COR À NOSSA TERRA!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Delegados - XX Congresso Nacional

No passado dia 25 foram eleitos os seguintes delegados para representar a secção da Guarda no XX Congresso da JSD em Penafiel:

Efectivos:

- Daniel Lucas

- Rui Badana

Suplentes:

- Luís Soares

- Bruno Pina

Observadores:

- Carolina Ferreira

-

Em breve de outras secções do Distrito da Guarda

Banco Alimentar dá nega à JSD

A JSD propôs recolher duas toneladas de alimentos no seu congresso de Novembro. O Banco Alimentar recusou. Isabel Jonet diz que isso teria "reflexos negativos".Na resposta à JSD, Isabel Jonet alega o carácter "apolítico" do Banco Alimentar, a que preside, para recusar a proposta dos jovens sociais democratas"Se anuissemos, isso acabaria por ter reflexos muito negativos", afirma Isabel Jonet, presidente da Federação dos Bancos Alimentares, no mail que hoje enviou à direcção da Juventude Social Democrata (JSD) a justificar porque é que não aceita a proposta que a 'Jota' lhe fez de aproveitar o seu congresso para recolher duas toneladas de alimentos.
Os jovens sociais-democratas reunem-se em Penafiel, a 29 e 30 de Novembro, e propunham-se pedir a cada um dos congressistas inscritos para levar dois quilos de bens alimentares. A ideia era doá-los ao Banco Alimentar a troco da sua presença no congresso.
A proposta foi feita à direcção do Banco Alimentar no Porto, que logo alegou o carácter "apolítico" daquela organização para recusar. Mas a direcção da JSD ainda fez diligências junto de Isabel Jonet, solicitando mesmo a ajuda de militantes do partido que colaboram com o banco, mas sem sucesso.
No mail que hoje de manhã enviou à direcção da Juventude Social-Democrata, Jonet diz que a organização a que preside se rege "princípios orientadores bastante restritivos" e lembra que o Banco Alimentar apenas pode interpelar o público nos supermercados duas vezes por ano e, eventualmente, mais uma vez, para pedir apoio financeiro.
E acrescenta na mesma nota que se os militantes da 'Jota' se quiserem associar à próxima iniciativa do Banco, que decorre precisamente no dia do congresso, serão bem vindos.
À direcção da JSD estão, entretanto, a chegar vários mails de outras organizações de apoio a carenciados - como O Coração Cidade e a Lágrima Humana - que se mostram disponíveis para se associarem ao congresso e aproveitarem a recolha de alimentos recusada pelo Banco Alimentar.
A direcção da JSD decidiu realizar também, no local do encontro, uma acção de recolha de medula.
in expresso.pt - 3 de Nov de 2008

Respeitinho é muito bonito...

Manuela Ferreira Leite exigiu um pedido de desculpas ao Governo por este ter rejeitado a possibilidade do pagamento imediato das dívidas às empresas quando esta proposta foi feita pelo PSD e vir agora apresentá-la como uma medida "urgente ou imediata".

Sócrates é cada vez mais do mesmo: um descaramento tamanho que lhe permite mentir com toda a convicção, fugir às questões importantes com toda a agilidade e uma arrogância que o faz pensar que nunca será desfeiteado.

A actual líder da oposição está lá para lhe mostrar o contrário!
in psicolaranja
"Não podemos confiar em alguém que diz hoje uma coisa e amanhã o seu contrário, que afirma algo como se fosse verdade e depois age exactamente ao contrário do que apregoou”
"Afinal o PSD tinha toda a razão. Falta agora pedir desculpas ao PSD"

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Semana Europeia da Juventude 2008

Em destaque, os desafios futuros para a juventude

Os desafios futuros para os jovens vão ser o tema em destaque na quarta edição da Semana Europeia da Juventude, que se realiza de 2 a 9 de Novembro de 2008. Por toda a Europa, serão organizados, em número sem precedentes, debates políticos, actividades culturais e outras, estando muitas das quais previstas para Bruxelas, com a participação de cerca de 200 jovens seleccionados.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

O Tempo dos Líderes - História da JSD

No passado dia 19 de Julho, 34ª aniversário da JSD, foi lançado “O Tempo dos Líderes”, um historial das lideranças nacionais da Juventude Social Democrata, vistas à luz dos acontecimentos que marcaram Portugal e o Mundo. Esgotada a versão impressa, a JSD disponibiliza agora em pdf esta obra de Paulo Colaço com design de Frederico Carvalho, muito útil a todos os nossos dirigentes e militantes.

Magalhães ainda traz mais trabalho aos professores

A Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) criticou a atribuição pelo Ministério da Educação de «tarefas burocráticas e administrativas» aos professores do primeiro ciclo relacionadas com o computador Magalhães, garantindo ter já recebido «centenas de queixas» de docentes.
Segundo Lucinda Manuela, dirigente da FNE, os professores do 1º ciclo estão a receber orientações da tutela, através de um «guião», para serem os próprios a fornecer os documentos de adesão do computador, validando posteriormente as fichas e os termos de responsabilidade e tratando inclusive de receber e entregar aos encarregados de educação as facturas das operadoras.
«Somos a favor das novas tecnologias e do acesso de todos os alunos a elas, mas não pode ser à custa de mais trabalho burocrático e administrativo para os professores, que já estão nas escolas muito para além do seu horário de trabalho», afirmou a dirigente sindical, em declarações à agência Lusa.
Considerando «inaceitável e injustificável» este pedido do Ministério da Educação, a FNE sublinha ainda que «estas obrigações», que surgem no âmbito do programa e.escolinhas, revelam um «desrespeito absoluto pela actividade docente, introduzindo até no acto de leccionar uma componente comercial abusiva».
«Além do tempo que os professores perdem com a avaliação de desempenho, estas obrigações vão prejudicar ainda mais a preparação de aulas e o acompanhamento dos alunos. Só podem estar a desempenhar estas funções [relacionadas com o Magalhães] no tempo que deveriam ter para a sua vida pessoal», criticou Lucinda Manuela.A Agência Lusa tentou contactar, sem sucesso, o Ministério da Educação.
in jsd.pt

Taxa de desemprego

Apesar de todas as promessas e de toda a propaganda, a taxa de desemprego aumentou ao longo dos últimos 4 anos, sendo bem o espelho do fracasso da política económica do actual Governo.

domingo, 2 de novembro de 2008

Reunião da CPS/JSD Guarda

Realizou-se ontem, no dia 01 de Novembro de 2008, pelas 14h30, na Sede Concelhia da JSD Guarda, uma reunião da CPS/JSD.

sábado, 1 de novembro de 2008

Linha Saúde 24 suspende subscritora da carta à ministra Ana Jorge

O Conselho de Administração (CA) da LCS-Linha de Cuidados de Saúde, SA suspendeu ontem uma das enfermeiras supervisoras fundadora do serviço Linha Saúde 24 por considerar a sua presença “inconveniente nas instalações da empresa”. A enfermeira em causa foi a primeira subscritora da carta que um grupo de oito supervisoras do call center de Lisboa escrevera há dias à ministra da Saúde, Ana Jorge, denunciando um conjunto de anomalias no funcionamento daquela linha de atendimento.
Ana Rita Cavaco, que foi adjunta do ex-secretário de Estado da Saúde, Carlos Martins, do XV Governo, chefiado por Durão Barroso, foi suspensa sem qualquer nota de culpa. Na carta, entregue pelo director-geral, Luís Alves, à enfermeira supervisora, afirma-se que o “Conselho de Administração da LCS deliberou instaurar-lhe um processo disciplinar, com intenção de despedimento com justa causa, bem como a sua suspensão preventiva, com efeitos imediatos, sem perda de retribuição, antes da nota de culpa, tendo em conta que esta ainda não pôde ser elaborada e que é inconveniente a presença de V.Exa nas instalações da empresa”.
Há uma semana, este mesmo Conselho de Administração elogiava e agradecia o apoio de todos aqueles que trabalham na Linha Saúde. Num comunicado interno, o CA registava e enaltecia “o apoio a todos aqueles que nestes 17 meses de actividade têm desempenhado com rigor, brio, dedicação e profissionalismo a sua função e que têm prestado um serviço de inequívoca qualidade”. “Este nível de serviço tem sido reconhecido por entidades exteriores de auditoria, pela atribuição do 1º lugar no prémio de boas práticas no sector público (...)” e “sem essa dedicação e profissionalismo dos srs. enfermeiros, farmacêuticos e restantes quadros da empresa este resultado não teria sido possível”, acrescenta a administração da LCS.
No documento, a Linha de Cuidados de Saúde lastimava, por outro lado, as notícias que a comunicação social tornou públicas sobre o “caos organizativo” em que funciona a Linha Saúde 24, e acusava os media de “prejudicarem o serviço, a empresa e quem nelas trabalha”. Essas mesmas críticas são hoje retomadas pela administração da empresa através de um comunicado que faz publicar em dois jornais nacionais e no qual explica que as “notícias não são verdadeiras e têm origem num conflito laboral relacionado com a organização de horários de alguns supervisores da Linha Saúde 24”. “Para acumularem empregos, esses enfermeiros supervisores pretendem, no essencial, que os horários da Linha Saúde 24 se subordinem aos horários que têm de cumprir noutras instituições e às conveniências da sua vida pessoal”, acrescenta o texto.
O Conselho de Administração da LCS, acusa ainda aqueles profissionais de, “visando manter o pluriemprego, não hesitam, designadamente, em proferir afirmações, veiculadas pela comunicação social, que fazem tábua rasa de um acordo homologado em tribunal, mediante o qual, por livre consenso entre as partes, foi posto termo ao conflito laboral. E não hesitaram, também, pelas referidas razões pessoais, em pôr em causa a imagem profissional dos cerca de 300 enfermeiros, farmacêuticos e restantes elementos da estrutura da LCS”.
A empresa que explora a Linha Saúde 24 sai em defesa dos utentes e do seu bom nome e deixa claro que não vai tolerar mais polémicas, anunciando que, “para além do recurso aos meios disciplinares, alguns dos quais já accionados face a ocorrências verificadas, a LCS agirá por todos os meios convenientes, à salvaguarda do interesse dos utentes deste serviço e à indemnização de todos os danos que forem causados”.
in jsd.pt

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Já conheces o PLOTEUS?

O PLOTEUS (Portal on Learning Opportunities Throughout the European Space) tem por objectivo ajudar alunos, indivíduos à procura do 1º emprego, pais e encarregados de educação, profissionais de orientação e professores a encontrar informação sobre estudar na Europa.
Consulta o site e poderás obter informação sobre intercâmbios e bolsas de estudo e estar a par das últimas oportunidades de aprendizagem e de emprego na UE.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Não há escolas públicas entre as dez melhores

O ensino público desapareceu do lote das melhores escolas do Ensino Secundário. A melhor escola pública é a Infanta Dona Maria, em Coimbra, e aparece apenas na 14ª posição do Ranking das Escolas SIC. A lista continua a ser liderada pelo colégio privado S. João de Brito, de Lisboa.

Respeitado desde 2001, o ranking da SIC inclui as 12 disciplinas com mais exames realizados. E para entrar no ranking, as escolas têm de realizar pelo menos 100 exames no conjunto dessas 12 principais disciplinas que vão efectivamente contar para o futuro dos alunos do Ensino Secundário.

Em 2008, a estranha subida das médias a Matemática inflacionou os resultados gerais, mas no primeiro lugar continua o Colégio S. João de Brito, com uma média superior a 15 valores.

Na segunda posição aparecem os Salesianos do Estoril, seguidos pelo Colégio de Nossa Senhora do Rosário no Porto.

Privado domina ranking

As escolas públicas foram “varridas” do mapa, no ano das grandes reformas da ministra da Educação. O ensino privado domina os lugares cimeiros do ranking. Entre as 30 melhores, apenas oito escolas são públicas (eram 13 em 2007). E até a Secundária Infanta D. Maria, de Coimbra, caiu do 5º para o 14º lugar.

As dez primeiras do Ranking das Escolas SIC 2008:

Colégio São João de Brito (Média Exame: 15,05)
Escola Técnica e Liceal Salesiana Santo António (Estoril) (14,82)
Colégio Nossa Senhora do Rosário (14,49)
Colégio Moderno (14,38)
Colégio de Santa Doroteia (14,12)
Colégio Oficinas de São José (14,10)
Colégio Valsassina (14,07)
Colégio Rainha Santa Isabel (13,96)
Colégio Luso-Francês (13,95 )
Grande Colégio Universal (13,75)
in sic.pt

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Delegados da Guarda para o XX Congresso Nacional da JSD

A eleição para os delegados do XX Congresso Nacional da JSD, decorreu no passado dia 25 em todo o país. Na nossa secção houve uma unica lista.
Daniel Lucas e Rui Badana irão representar a nossa secção no XX Congresso. Luís Soares e Bruno Pina são os suplentes.
Assim que possível iremos divulgar aqui, no nosso blog, os restantes 15 delegados do distrito da Guarda.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Colo do útero: Vacinação de adolescentes começa hoje

A vacinação de adolescentes contra o vírus do papiloma humano (HPV), um dos principais responsáveis pelo cancro do colo do útero, começa hoje, enquanto a ministra da Saúde quer aumentar o rastreio da doença.
Para assinalar a entrada desta vacina no Plano Nacional de Vacinação, a ministra da Saúde, Ana Jorge, vai assistir ao fim da manhã de hoje à vacinação de uma adolescente no Centro de Saúde de Oeiras.
Todas as jovens que completem 13 anos em 2008 serão vacinadas até ao final deste ano. O objectivo é prevenir as infecções por HPV e diminuir a incidência do cancro do colo do útero, que em Portugal mata mais de 300 mulheres por ano, segundo o Ministério da Saúde.
A integração da vacina contra o HPV no Plano Nacional de Vacinação foi anunciada em Novembro de 2007 pelo primeiro-ministro, José Sócrates, tendo o Governo aprovado a disponibilização de 14 milhões de euros para a sua aquisição.
De acordo com as recomendações da Comissão Técnica de Vacinação e da Direcção-Geral da Saúde, serão primeiramente vacinadas as raparigas nascidas em 1995, sendo as jovens nascidas em 1996 e 1997 vacinadas nos próximos dois anos.
Referindo-se ao cancro do colo do útero, a ministra Ana Jorge já garantiu que o Ministério da Saúde "está a criar condições para aumentar o rastreio, para que este seja mais eficaz em todas as regiões do país".

domingo, 26 de outubro de 2008

Cavaco veta mas PS não desiste e afronta Presidente

Cavaco Silva deverá vetar novamente o Estatuto dos Açores e, desta vez, enviar uma mensagem à Assembleia da República, uma vez que as suas reservas ao diploma se mantêm inalteradas
O prazo para a promulgação ou veto do diploma termina na próxima segunda-feira e Belém não fala sobre o assunto. Mas a hipótese de um novo veto é a única que os mais próximos do Presidente admitem como culminar deste processo – sobretudo depois da mensagem de Cavaco Silva ao país, na sequência do primeiro veto, em Julho passado, e da entrevista ao Público, depois da aprovação do diploma alterado no Parlamento.
A dúvida que persiste é a reacção do PS face a novo veto e as consequências que poderá ter um braço-de-ferro com o Presidente nesta matéria.
«Não há razões para o PS mudar de posição» , afirmou ao SOL Ricardo Rodrigues, vice-presidente da bancada parlamentar. E o presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, não espera outra posição por parte dos deputados socialistas. «O PS não vai mudar de certeza absoluta», afirmou ao SOL um colaborador de Carlos César, recordando as palavras do líder do PS/Açores, há uma semana, em plena campanha eleitoral: «Estou absolutamente convencido que o PS vai confirmar o Estatuto na Assembleia da República».
Porém, oficialmente, o líder parlamentar socialista, Alberto Martins, não quer antecipar a resposta do partido para não afrontar ainda mais o Presidente, dado o conflito iminente com Belém. Até porque os socialistas aguardam com expectativa a mensagem à Assembleia que deverá acompanhar o veto de Cavaco.

in sol.pt

sábado, 25 de outubro de 2008

XX Congresso JSD - Hoje é dia de escolher os delegados...

Vem aí o XX Congresso da JSD, que irá deccorer nos dias 28, 29 e 30 de Novembro em Penafiel.

Já existem 2 candidatos oficias:


Pedro Rodrigues e Bruno Ventura reeditam a disputa do anterior Congresso.


E agora? Quem irá vencer? Qual o futuro da JSD?

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

PGR preocupado com o aumento da criminalidade, em especial nos jovens

O Procurador-Geral da República (PGR), Pinto Monteiro, disse hoje, em Tomar, ver com "um olhar preocupado" o crescendo da criminalidade em Portugal, nomeadamente a delinquência juvenil, e lamentou que tudo esteja centrado na protecção do arguido, esquecendo-se muitas vezes a vítima.

"Há um crescendo da criminalidade, não é de toda (...), o homicídio em Portugal tem diminuído. Se pegarem no relatório de segurança e verificarem os homicídios de 1999 e 2006, houve menos homicídios em 2006, mas o problema não se põe aí", afirmou Pinto Monteiro, na sessão de encerramento do seminário "Justiça e Reinserção Social", distinguindo os motivos do crime.

Para o PGR, o "problema" coloca-se no "homicídio de pessoa indeterminada que estava no local errado no momento errado". E explica: "Uma coisa é furtar um carro no lugar de estacionamento, outra coisa é roubar o carro com o condutor lá dentro, é que este tipo de criminalidade é que cria a insegurança e a preocupação", frisou Pinto Monteiro, justificando o "olhar preocupado" porque "essa criminalidade é praticada por gente cada vez mais jovem".

O PGR detalhou que "nas escolas ou à porta delas formam-se grupos, que assumem o controlo dos mais fracos e que os dominam ou pelo menos influenciam, e daí partem para o confronto com funcionários ou professores, tentando demonstrar que são mais fortes que a hierarquia estabelecida".

Primeiros roubam ténis...depois passam ao carjacking

O responsável acrescentou que "o insucesso escolar que lhes está normalmente associado, a elevada taxa de abandono escolar e a percentagem demasiada significativa de jovens que praticamente não sabem ler ou escrever levarão, mais tarde ou mais cedo, alguns deles para os grupos de bairros ou de zonas e depois para o pequeno ou médio gangue", frisou.

Reconhecendo tratar-se de "uma minoria", Pinto Monteiro alertou que do "roubo de ténis, de moedas ou pastas, irão passando para as caixas multibanco, as bombas de gasolina ou carjacking". Segundo Pinto Monteiro, a "aplicação rigorosa, criteriosa e tempestiva das medidas aplicadas aos jovens tenderá, seguramente, a baixar os índices de criminalidade juvenil e adulta". Para isso destacou o "papel relevante" do Ministério Público em criar "um real interesse no aspecto interventivo e não apenas no acompanhamento formal".

Pinto Monteiro lamentou que "se tenha esquecido o direito da vítima, com um excessivo protagonismo e protecção do arguido", e que "ao falarmos da delinquência juvenil falamos, e muito bem, da necessidade de proteger os menores, mas não podemos esquecer os direitos da vítima dessa delinquência juvenil".

Também no encerramento do seminário, o secretário de Estado adjunto e da Justiça, José Conde Rodrigues, detalhou a "reestruturação da reinserção social", centrando-a nas "actividades principais", como "a gestão dos centros educativos, a actuação na área penal e também a gestão da vigilância electrónica".

in jsd.pt

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

C O N V O C A T Ó R I A


Ao abrigo dos Estatutos Nacionais do PSD convoca-se a Assembleia de Secção do PSD/Guarda a reunir no próximo dia 24 de Outubro de 2008, pelas 21H00, na Sede Distrital do PSD, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS

Ponto Único

1 - Análise da situação Político-Partidária.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

PSD acusa Governo de esconder números das contas públicas

O PSD considerou hoje que as contas públicas na proposta de Orçamento do Estado para 2009 são "irreais", não têm rigor e prestam-se mesmo a acusações de que o Governo tentou esconder os valores.
No primeiro debate parlamentar sobre o OE 2009, José Manuel Ribeiro, deputado do PSD, criticou a proposta do Governo, dizendo que ela é de "ausência de rigor" já que os números são "irreais".
Para o PSD, as previsões da taxa de desemprego (7,6 por cento), da receita fiscal - 35,3 por cento do produto interno bruto (PIB) - e da despesa pública (46 por cento do PIB) não têm proximidade com a realidade.
Ao nível da despesa, o PSD acusou o governo de introduzir alterações metodológicas nesta rubrica (ao nível das transferências para a Caixa Geral de Aposentações) sem referir no relatório do OE 2009 "a não comparabilidade dos dados" com os valores de anos anteriores.
"A alteração metodológica, que até nos parece lógica, devia ter sido referida no relatório", afirmou José Manuel Ribeiro, referindo que este orçamento "não merece o rigor técnico e político" que o Governo reivindica.
O Governo "arrisca-se a que se conclua que tentou esconder os verdadeiros números", disse José Manuel Ribeiro.
Segundo o deputado, o verdadeiro valor da despesa pública em 2009 será de 47,8 por cento do PIB, sete por cento acima de 2008 e representando o valor mais alto de sempre desta rubrica.
O ministro das Finanças garantiu que a despesa pública baixou entre 2004 e 2008, mas não apresentou dados comparáveis entre 2008 e os anos anteriores, corrigidos da alteração contabilística relativa às transferências para a CGA.
Respondendo à crítica do PSD, Teixeira dos Santos disse ter mencionado no dia de apresentação do OE 2009 a alteração contabilística, admitindo que o relatório não refere essa não comparabilidade dos dados da despesa.
"Tive o cuidado de dizer publicamente que havia essa alteração contabilística; não aceito que [o PSD] pretenda dar a entender que se quis esconder" dados, afirmou o ministro.
Teixeira dos Santos referiu ainda que a carga fiscal "praticamente estabilizou" entre 2007 e 2009, ao contrário do que diz o PSD, fruto do "esforço de eficiência fiscal da administração fiscal e da recuperação de dívidas".

terça-feira, 21 de outubro de 2008

PIDDAC para a Guarda diminui, alerta PSD

O presidente da Comissão Política Distrital da Guarda do PSD lamentou ontem que o Orçamento de Estado (OE) para 2009 não contenha verbas destinadas à promoção da «discriminação positiva», das regiões do Interior «e, em particular, para o distrito», Álvaro Amaro, em conferência de imprensa, disse que o seu partido gostaria que o documento apresentasse uma «diminuição fiscal», para as zonas do interior «que aliviasse a carga das pequenas e médias empresas». «Era essa discriminação que gostaríamos de ter sentido nas nossas terras, na nossa região, no nosso distrito», disse o dirigente do PSD, em declarações ao Diário XXI. Álvaro Amaro desafiou o PS a explicar «como é que no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) o norte do País cresce 36,3 por cento, o Alentejo 44,7 por cento, a região centro 4,2 por cento e, para cúmulo dos cúmulos, o distrito da Guarda decresce de 2008 para 2009 de 57 milhões para 55 milhões de euros». O dirigente social-democrata afirmou que o PSD está «descontente», com as verbas atribuídas para o distrito por constatar uma «manifesta falta de coesão nacional e agravamento das assimetrias».

Já a deputada social-democrata Ana Manso, considerou que o PIDDAC para 2009 «continua a ser mau para a Guarda e para o Interior». «É pouco e continua a agravar o fosso entre o litoral e o interior», denunciou. «Numa situação de crise, era precisamente o oposto que se esperava», disse, indicando que no distrito estão «apenas três grandes projectos contemplados»: o Tribunal de Gouveia, o Hospital da Guarda e o Museu do Côa.

Fonte: Diário XXI

Resposta de M.F.L. a Socrates...

Sócrates afirmou que foi o início de um ciclo eleitoral. Quis dar uma leitura nacional ao resultado dos Açores.

Manuela Ferreira Leite disse não admitir tal, uma vez que «nunca vi uma leitura nacional dos resultados na Madeira».

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

PSD com novo site

O painel é constituído pelas seguintes personalidades:

· Eng. Crespo Carvalho, empresário – Coordenador do Painel

· Sr. Pedro Tavares, industrial – Presidente do NERGA – Núcleo Empresarial da Região da Guarda

· Dr. António Oliveira – Empresário – Presidente da ANBeira – Associação Empresarial Nordeste da Beira – Presidente do Conselho de Administração da Escola Profissional de Trancoso

· Dr. Paulo Manuel, Comerciante, Presidente da Associação Comercial da Guarda, Prof. Ensino Superior

sábado, 18 de outubro de 2008

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Professores obrigados a louvar «Magalhães»

Um grupo de professores que participou em acções de formação sobre o computador portátil «Magalhães», no âmbito do Plano Tecnológico da Educação, foi obrigado a fazer canções de louvor ao computador, o que deixou indignados muitos docentes e lançou a polémica na blogosfera, revela o jornal Correio da Manhã.

«O desfile dos trabalhos, (era assim que lhe chamavam) começou, e desde o malhão do Magalhães, até à vida de marinheiro do magalhães, passando por coreografias com adereços circenses, tudo de «útil» passou por aquele palco, até as náuseas me obrigarem a sair. Apenas voltei a entrar para ir junto da senhora que tinha o saquinho das senhas para o sorteio e dizer-lhe que não iria colocar lá o meu papelinho». Foi com estas palavras que o professor de Educação Visual e Tecnológica, no Agrupamento de Escolas de Castro Daire, Paulo Carvalho, descreveu a situação no seu blogue pessoal.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, cerca de 200 professores foram obrigados a cantar melodias como «Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim» e «Grândola, Vila Morena», como é possível verificar no video colocado por Paulo Carvalho na internet.

«Como professor e coordenador TIC senti-me vexado nestes dois dias», escreveu Paulo Carvalho.
in sapo noticias

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

1º Tertúlia - Política Educativa



Decorreu na passada segunda-feira à noite, 13 de Outubro, no Café Central de Guarda a primeira Tertúlia/Debate Público que, numa organização conjunta, as secções da JSD e do PSD da Guarda pretendem realizar.


Foi seleccionado para o primeiro debate a temática da Educação, convidando para moderador, o Exmo. Senhor Deputado do PSD, Pedro Duarte, membro da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência e também Pedro Roque do Secretariado dos TSD e membro do Sindicato dos Professores.


O programa foi o seguinte:
Durante a tarde foi realizada uma reunião/visita ao IPG onde fomos recebidos pelo Presidente e Directores de 3 das escolas (Educação, Saúde e Tecnologia). Após esta reunião, onde fomos esclarecidos sobre a situação actual do Politécnico. De seguida fomos visitar a sede da Associação Académica onde nos colocaram algumas questões bastante actuais sobre a vida estudantil no nosso Politécnico e não só.
Pelas 21H30M iniciou-se então a Tertúlia/Debate que esteve bastante participada por pessoas (militantes e não só), a maioria ligada à Educação, que colocaram várias questões (algumas bastante pertinentes) aos moderadores.
Estas Tertúlias/Debate Público, pretendem a participação dos militantes e de outros cidadãos, decorrendo, em princípio, em espaços públicos, com o intuito de fomentar uma boa troca de opiniões.
Não percas a próxima Tertúlia/Debate Público. Podes enviar propostas para futuros temas, assim como deixar a tua opinião no site da secção da JSD Guarda – www.guarda.jsd.pt – Não deixes de participar também no blog.

Vamos dar cor à nossa terra!

terça-feira, 14 de outubro de 2008

PSD disponível para colaborar com o Governo no combate à crise financeira

Manuela Ferreira Leite manifestou hoje disponibilidade e abertura para colaborar com o Governo na aprovação de medidas destinadas a minimizar os impactos da actual crise financeira na economia nacional.

As declarações de Manuela Ferreira Leite foram feitas no final de uma audiência com o primeiro-ministro, num encontro destinado a debater a agenda do próximo Conselho Europeu, quarta e quinta-feira em Bruxelas, que terá como tema principal a actual turbulência nos mercados financeiros, e na véspera da apresentação do Orçamento de Estado para 2009.

O PSD está disponível para colaborar com o Governo em tudo o que sejam medidas no bom sentido para resolver a actual crise financeira”, declarou a presidente do PSD, sublinhando que esta não é a primeira vez que o partido manifesta a sua “disponibilidade e a abertura” para colaborar de “forma séria com o Governo”.

Questionada sobre o anúncio das medidas adoptadas por vários países para garantir o financiamento interbancário e a liquidez do sistema financeiro, Ferreira Leite considerou que as propostas em discussão no Conselho Europeu “vão no sentido correcto”. “Além das medidas que vão sendo conhecidas, o primeiro-ministro falou ainda de questões de natureza contabilística que vão ser introduzidas na discussão [da cimeira]. Pessoalmente considero essenciais essas questões para a resolução do problema, porque algumas delas estão na origem da actual situação”, acrescentou.

A líder social-democrata sustentou ainda que “é essencial que haja uma recuperação da confiança no sistema financeiro”, quer por parte das empresas, quer dos particulares. “Os cidadãos têm de ter confiança no seu sistema financeiro e, portanto, todas as medidas propostas vão nesse sentido”, reforçou, antes de se demarcar da oposição de esquerda, que acusa o Governo e a União Europeia de terem esquecido as pessoas na sua resposta à crise.

“Acho que as pessoas não estão a ser esquecidas. As grandes vítimas de uma eventual não solução desta crise seriam as famílias e as pequenas e médias empresas”, acrescentou.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Psico-Debate na Covilhã


Portugal de Futuro: empreendedorismo e preocupações sociais
Data: 17 de Outubro
Local: Covilhã, Museu da Tinturaria (junto à Rotunda do Rato)
Hora: 21.00h
Oradores:
. Dr. Luís Palha da Silva (CEO da Jerónimo Martins)
. Eng. João Proença (Secretário-Geral da UGT)
. Abertura: Dr. Carlos Pinto (Pres. da CM Covilhã)

Org: Psico, JSD/Covilhã e CPD-JSD/Castelo Branco

domingo, 12 de outubro de 2008

ESCOLHAS ESTRATÉGICAS PARA OS JOVENS EUROPEUS

A Agência Nacional do Programa Juventude em Acção promove um inquérito online aos jovens com o objectivo de desenvolver a política da juventude da UE nos próximos anos e as propostas que devem ser apresentadas aos países da União Europeia. Participem.

CONSULTA PÚBLICA EUROPEIA SOBRE O FUTURO DA POLÍTICA DA JUVENTUDE

in jasdleiria

sábado, 11 de outubro de 2008

Que lata...

O Governo deu portáteis às nossas crianças: o Magalhães está aí.
Mas a factura de Internet também. Quem a paga? As autarquias, claro.
O Ministério da Educação está a intimar as Câmaras a custearem os modems e o acesso à Internet.
A situação foi hoje denunciada por Agostinho Branquinho:
"o Ministério da Educação mandou para todas as câmaras do país propostas - aquelas pressões que não são bem pressões - para pagarem os modems, que custam 45 euros, e a totalidade ou parte da assinatura anual da Internet, que se eleva a 250 euros".

A isto é que se chama engravidar a mãe e depois não assumir a paternidade…

in psicolaranja.blogs.sapo.pt

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Numa organização conjunta das CPS do PSD e da JSD da Guarda, venho pelo presente dar conhecimento do primeiro de uma série de Tertúlias/Debate Público que pretendemos organizar.

Seleccionamos para o primeiro debate a temática da Educação, convidando para moderador, o Exmo. Senhor Deputado do PSD, Pedro Duarte, membro da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência e também Pedro Roque do Secretariado dos TSD e membro do Sindicato dos Professores.

Estas Tertúlias/Debate Público, pretendem a participação dos militantes e de outros cidadãos, decorrendo, em princípio, em espaços públicos, com o intuito de fomentar uma boa troca de opiniões.

Nesse sentido e além de o convidar a estar presente, solicito igualmente a sua boa colaboração no envolvimento de outros cidadãos.

O primeiro debate decorre na próxima segunda-feira, 13 de Outubro, às 21h00, no Café Central de Guarda.

Descida da taxa de IRC?!

A descida da taxa de IRC anunciada ontem pelo primeiro-ministro no Parlamento (com garantia de beneficiar "cerca de 80 por cento das empresas portuguesas"), poderá passar ao lado da maioria destas mesmas empresas.

É que mais de 60 por cento das empresas está isenta desse imposto.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Intervenção do deputado municipal Prof. João Prata na Assembleia Municipal já está disponivel no site!

Brevemente estará também online a intervenção de Crespo de Carvalho.

- www.guarda.jsd.pt -

Sócrates e o Jogo da Bolsa

Desconfio que os spin doctors do nosso Primeiro-Ministro andam a perder demasiado tempo com as eleições americanas. Veja-se a postura de Sócrates no comício de Guimarães:


1) Adoptam o slogan de Obama, «Mudança», esquecendo-se que Obama (Partido Democrata) está na oposição e quer destronar o poder instalado (um detalhe...)

2) Adoptam a demagogia de Mccan sobre a crise financeira. Um fala sobre a "roleta de Wall Street", outro ergue fantasmas sobre o "jogo da Bolsa".

Haja vergonha. Onde param os líderes com grandeza ética?

in http://pedroduarte.com

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Antes e Depois...

E esta, hein?

A JP Sá Couto, empresa responsável pela produção dos computadores “Magalhães”, é arguida num processo de fraude e fuga ao IVA, onde o Estado terá saído lesado em mais de cinco milhões de euros.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Conselho Estratégico - “Desporto, lazer e Tempos Livres”.

PSD Guarda promove mais um debate público

Desta vez a iniciativa, a terceira organizada pela estrutura partidária, tem como tema central o “Desporto, Lazer e Tempos Livres”.
O debate está marcado para hoje, a partir das 21h30, no Hotel Vanguarda.
· Natalina Casanova e Cameira Serra – Docentes na ESEG
· Armando Neves – Docente de Educação Física, ex. Vereador da Câmara de Celorico da Beira
· Pedro Guedes Carvalho – Docente da UBI
· Luís Veiga – Grupo IMB
· Carlos Peixoto – Advogado, Vereador e Director da Empresa Municipal de Eventos de Gouveia
São estas as personalidades que o Conselho Estratégico do Partido Social-Democrata da Guarda convidou para o debate.
O debate público, o terceiro do género organizado pela estrutura partidária no âmbito do seu planeamento, tem como tema central “Desporto, Lazer e Tempos Livres”.
O grande objectivo é «suscitar uma ampla discussão sobre o tema e as suas implicações no desenvolvimento sócio-económico do nosso distrito», antecipa. O Conselho Estratégico do PSD da Guarda recorda que a iniciativa a realizar-se no Hotel Vanguarda «é aberta à participação de todos os cidadãos interessados na temática».
Não Faltes!

Cavaco Silva diz que é preciso verdade para enfrentar tempos difíceis

O Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu ontem que Portugal vive “tempos difíceis” e que a realidade não pode ser “iludida pelos agentes políticos”. No discurso desafiou o “comum dos portugueses” a acreditar nas suas capacidades e a não baixar os braços perante o futuro, que reconhece ser incerto. Os partidos da esquerda aplaudem, mas defendem que o Presidente devia ter sido mais crítico da actuação do Governo.

Durante as comemorações dos 98 anos da Instauração da República nos Paços do Conselho, Cavaco Silva traçou um quadro “real” das dificuldades que os portugueses enfrentam no dia-a-dia. Falou das famílias que lutam para pagar os empréstimos à habitação, dos idosos cuja reforma mal chega para as despesas básicas, daqueles que perderam o seu trabalho, de novas formas de pobreza e exclusão social.

“O que é vivido pelos cidadãos não pode ser iludido pelos agentes políticos. Quando a realidade se impõe como uma evidência, não há forma de a contornar”, defendeu, numa crítica subtil à política de propaganda do actual Governo.

O presidente lembra que Portugal “ tem registado fracos índices de crescimento económico”, afastando-se “dos níveis de prosperidade e bem-estar dos parceiros europeus”. E que continua a braços com “a insustentável tendência de endividamento externo” e marcado por profundas disparidades regionais, enfrentando agora uma situação internacional pouco favorável.

E deixou claras o conjunto de prioridades que quer ver na agenda política: regressar ao caminho da convergência real com o desenvolvimento médio da EU, a redução do desemprego, a competitividade empresarial e sobretudo a necessidade de uma aposta contínua na educação e na qualificação.

Apelo contra o desânimo

Cavaco Silva sublinhou ontem a “confiança que tem no comum dos portugueses”, deixando o apelo para que se mobilizem e não baixem os braços perante as dificuldades. “Somos capazes de vencer quando os desafios são maiores. Não se deixam vencer pelo pessimismo ou pelo desânimo”, apelou.

Imune às críticas, o primeiro-ministro, José Sócrates, sublinhava, no final da cerimónia nos Paços do Concelho, a “consonância perfeita” entre o discurso do Presidente da República e o Governo, sobretudo no apelo à mobilização dos portugueses para enfrentarem as dificuldades.

“Gostei muito do discurso do senhor Presidente da República, em particular do apelo que fez à mobilização dos portugueses para terem energia e ambição no sentido de que sejam enfrentadas as dificuldades”, afirmou Sócrates. “Como aliás tenho sempre dito. As dificuldades do presente resolvem-se com acção, com vontade e com ambição e não com um baixar de braços”.

Já às prioridades de actuação política defendidas por Cavaco Silva, o primeiro-ministro responde com a estabilidade das contas públicas e as medidas sociais tomadas pelo Governo. “Há três anos atrás Portugal tinha uma gravíssima situação financeira, mas agora já não temos esse problema. Portugal tem as contas públicas em ordem e isso é um património do país que devemos sublinhar e manter”, defendeu. E optou por sublinhar os resultados “muito importantes” das medidas tomadas pelo Governo no combate à pobreza.

“Nestes últimos três anos, saíram da pobreza mais de 130 mil idosos. O Governo não só fez como está a fazer tudo para tirar mais pessoas da situação de pobreza”, reivindicou, enumerando medidas como o complemento solidário para idosos, o aumento dos abonos de família e o complemento pré-natal.

in publico.pt

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Sócrates silencia JS

A Juventude Social Democrta JSD acusou o José Sócrates, Primeiro Ministro e secretário-geral do PS de ser “sufocante” e silenciar a JS.
Em declarações à agência Lusa, o presidente da Juventude Social-Democrata (JSD), Pedro Rodrigues, quis destacar “a dualidade entre PS e PSD no que respeita à liberdade de voto”.
O PSD é o partido das liberdades, que respeita as posições individuais dos seus deputados. Isto deve ser sublinhado”, defendeu Pedro Rodrigues.
O presidente da JSD descreveu a seguir o que considera ser a situação no PS: “Um primeiro-ministro sufocante, que não ouve os outros, que não dá liberdade de voto em relação a uma questão de consciência e à qual ele próprio já manifestou a sua posição favorável em tempos passados”.
“Não deixa os deputados falar. O PS silenciou a Juventude Socialista (JS) numa matéria crucial para a JS”, acrescentou.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Greve da função pública: hospitais, comboios e recolha de lixo são dos sectores mais afectados

A greve da administração pública registou uma adesão de 100 por cento nos Hospitais de São José, Curry Cabral, Dona Estefânia, Capuchos e no INEM, revelou a Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública em comunicado. A paralisação iniciou-se às 00h00 de hoje e registaram-se também problemas na recolha de lixo e na circulação dos comboios de longo curso e linha de Sintra esta manhã.

Ainda nos hospitais, no turno da noite, registou-se ainda uma adesão de 90 por cento no Hospital Miguel Bombarda e no Hospital de Aveiro.


Os outros números avançados pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública indicam que no Hospital de Gaia a adesão foi de 80 por cento, no Hospital Santa Maria 77 por cento, no Hospital de Faro e nos Hospitais da Universidade de Coimbra, 70 por cento, no Hospital São Francisco Xavier, 69 por cento, e no Hospital Cova da Beira 50 por cento.


A greve está ainda a afectar a circulação dos comboios da CP um pouco por todo o país. Na linha de Sintra atrasos e alguns comboios suprimidos estão a afectar a circulação esta manhã. E nas viagens de longo curso há também registo de alguns comboios que não se efectuaram já.


Em declarações à Agência Lusa, José Manuel Oliveira, membro da direcção do Sindicato dos Ferroviários, presente no piquete de greve no Centro Coordenador Operacional de Lisboa da CP, lamentou o facto de ser vedada a entrada dos trabalhadores nas instalações da empresa.


"Contactámos a polícia porque não nos deixaram entrar nas instalações o que constitui uma violação a lei da greve", indicou José Manuel Oliveira.


"Dos 25 operadores habituais entraram apenas dois, mais outro que foi chamado para ocupar o lugar de um colega que fez greve", referiu ainda José Manuel Oliveira, sublinhando que perante esta situação "dificilmente se fará a circulação em segurança".


Na área da Justiça, a Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública avança com uma adesão de 100 por cento no Centro Educativo dos Olivais, em Coimbra.


Esta jornada de luta da CGTP afectou ainda a recolha de lixo, em Évora a cidade ficou sem recolha do lixo, depois de todos os funcionários daqueles serviços terem aderido à paralisação, segundo fonte sindical.


"Os cerca de 40 funcionários da recolha do lixo nocturna que deviam ter começado a trabalhar às 20:00 não compareceram ao serviço e não saiu qualquer carro das instalações do Serviço de Higiene e Limpeza da Câmara de Évora", disse à agência Lusa o coordenador regional de Évora do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), José Correia.


De acordo com o comunicado, escolas, centros de saúde, hospitais, postos de segurança social, repartições de finanças, conservatórias, museus e palácios bem como outros serviços "poderão estar encerrados ou com graves perturbações no seu funcionamento normal".


"O Dia Nacional de Luta da Intersindical" prevê a realização de concentrações e desfiles em Évora, Coimbra, Viseu, Leiria, Aveiro, Guarda e Beja, entre outras cidades, e dezenas de plenários em empresas de calçado, cerâmica, têxteis, metalurgia e transportes.


Estão também previstas greves para o sector de hotelaria, indústrias eléctricas e química.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Barroso pede maior cooperação entre Estados-membros para enfrentar crise financeira

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, exortou hoje em Bruxelas os governos europeus a cooperarem mais estreitamente para enfrentar a crise financeira e restaurar a confiança nos mercados.
"Precisamos de ter uma cooperação mais estreita dos governos europeus, juntamente com as instituições europeias, os reguladores nacionais ou as autoridades de supervisão", disse Durão Barroso.
Para o presidente do executivo comunitário, será necessária uma "acção coordenada" para restaurar a confiança nos mercados.
Durão Barroso pediu ainda aos Estados Unidos para "assumir as suas responsabilidades", principalmente através da tomada de uma "decisão rapidamente" sobre o chamado Plano Paulson.
"Enfrentamos uma crise, mas temos meios para a ultrapassar. Vamos fazê-lo em cooperação com os nossos principais parceiros globais", sublinhou.
Para o presidente da Comissão Europeia na actual crise financeira não há apenas um problema de "injecção de capital" mas também de "injecção de credibilidade".
"Por isso pedimos mais cooperação entre os Estados-membros" da União Europeia, insistiu, acrescentando que é necessário tomar medidas que vão para além das de curto-prazo.
Durão Barroso assegura que as medidas que as decisões que estão a ser tomadas estão de acordo com as leis europeias, mas defendeu, na situação actual, a utilização de "flexibilidade" que é permitida pelas regras dos 27.